Emissão de RG é suspensa em MT por falta de papel moeda

Emissão de RG é suspensa em MT por falta de papel moeda

A emissão de RG está suspensa temporariamente em Mato Grosso devido ao fim do estoque de papel moeda. Segundo a Perícia Oficial e Identificação Técnic

Acidente mata família de Quatro Marcos
Inscrições para o Fies devem começar hoje, diz MEC
Proprietários da Foto Martins de Mirassol D`Oeste morrem em grave acidente na MT-175

A emissão de RG está suspensa temporariamente em Mato Grosso devido ao fim do estoque de papel moeda. Segundo a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), o problema ocorreu devido ao aumento de 25% na demanda em relação a 2017.

A Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica informou, em nota, que apesar da falta de cédulas de identidade, o atendimento nos postos de identificação será mantido, para a abertura do processo de solicitação do documento.

Também informou que o contrato para a aquisição de novas cédulas já foi assinado pelo secretário estadual de Segurança Pública, Gustavo Garcia, e a Politec aguarda que o fornecedor faça a entrega do papel moeda.

De acordo com o órgão, houve aumento e solicitações de carteiras de identidade em Mato Grosso, em relação ao ano anterior. Foram mais de 215 mil documentos expedidos até novembro.

Foi o maior número de solicitações de RGs dos dos últimos cinco anos. Em 2017, foram emitidos 169 mil RGs.

Em parte, o aumento na demanda por documentos de identidade se deve à abertura de novos postos de identificação em unidades do Ganha Tempo de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Barra do Garças e Sinop.

A implantação da biometria nestas unidades permite que os dados como a fotografia, assinatura e impressão digital do requerente sejam coletadas e enviadas eletronicamente para o processamento na capital, eliminando o prazo de logística dos Correios no envio dos malotes contendo os prontuários civis físicos.

Além disso, houve redução no prazo médio para a emissão de RGs foi reduzido para cinco dias na capital e 30 dias no interior do estado.

g1.

COMMENTS